Expande Franquias e Varejo

Expansão e Oportunidades em Franquias e Varejo

Negócio próprio ou franquia?

Por que 50% dos fecham em seu primeiro ano? Confira o 3 principais motivos dos negócios próprios fecharem as portas e os riscos e vantagens em uma franquia.

Investir em um novo negócio é pensamento de muitas pessoas, mas poucas conseguem colocá-la em prática e tornar-se bem sucedidas. Normalmente pessoas cansadas de dedicar seu tempo para grandes corporações, decepcionadas com seus superiores, ou até com uma quantia de dinheiro guardada tomam a decisão por tomar as rédeas de sua vida financeira e carreira e apostam em ter seu próprio negócio. Então o que será que pode estar havendo de errado para essas pessoas não conseguirem concretizar o sonho de serem seus próprios chefes, e quando conseguem, tendem a fechar as portas antes do primeiro ano de funcionamento do negócio?

Conforme pesquisa do Global Entrepreneurship Monitor (GEM), publicada no Brasil pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a tendência é o aumento na busca de negócio próprio, aumentando também nessa fase aquecida o número de novas ideias e vontade empreendedora. E mesmo assim, na contramão do número de novas empresas que aparecem por aí, dados negativos e preocupantes aparecem: Segundo o Sebrae, mais de 50% das empresas de pequeno porte fracassam no primeiro ano, 73% fecham em menos de três anos e 95% não superam os cinco anos. Já no mercado de franquias esse número cai drasticamente para 5%.

Esses negócios próprios fecham em sua maioria por 3 motivos:

  1. Falta de planejamento prévio: não está preparado para lidar com concorrência, com demanda, e com gestão de caixa por não ter feito ou encomendado estudos de concorrência, hábitos de consumo de sua região, e também por não ter um capital de giro suficiente, dentre outras coisas.
  2. Falta de preparo em Gestão Empresarial: como por exemplo, a falta de conhecimento na área que vai atuar, falta de capacidade de treinamento e gerenciamento de pessoas, e principalmente da infinidade de controles que precisa ter para tocar o novo negócio.
  3. Comportamento inadequado do empreendedor: Quando o empreendedor não pede ajuda antes de abrir o próprio negócio, quando mistura o financeiro do negócio com finanças pessoais, quando não sabia que precisava ou não quer estar presente constantemente na operação, quando espera que o resultado venha rápido, quando não gosta do que faz e entrou no negócio simplesmente vislumbrando o retorno e estabilidade financeira, dentre outros.

É aí que entram as vantagens de se investir em uma franquia.

Uma das principais diferenças entre adquirir uma franquia e montar um negócio de marca própria é que o custo médio inicial para um negócio de marca própria costuma ser mais barato. Isso ocorre porque o custo para iniciar um novo negócio não envolve taxas que são cobradas pelo franqueador e até mesmo pela padronização do ambiente.  É neste momento que diversos investidores abandonam a ideia de montar uma franquia pensando na economia que irão fazer e se arrependem mais tarde.

A razão pela qual são necessárias essas taxas para que franqueado se beneficie da experiência do franqueador com uma marca estabelecida, modelo de negócios pronto, visual atrativo testado e conseguem negociar melhores condições com fornecedores o que dá ainda mais vantagens ao franqueado.

Quanto mais tempo é investido em pesquisas, treinamentos, testes e pra organizar todo o modelo de negócios, mais dinheiro tende a entrar no novo negócio a partir do momento da inauguração e durante os primeiros anos de sua existência.

As franqueadoras passam anos fazendo a lição de casa, testando modelos, errando e acertando, utilizando seu tempo para oferecer um negócio, estratégias e marketing bem sucedidos para seus franqueados.

Juntamente com o know-how passado por uma franqueadora, vem as planilhas de controles, os manuais operacionais e específicos de atividades das quais o empreendedor pode nunca ter ouvido falar, bem como os treinamentos específicos e gerais da gestão de um negócio o que torna o empreendedor parte de um sistema sólido e muito mais seguro para a inauguração de seu negócio.

Todo negócio apresenta riscos, até mesmo em franquias temos conhecimento de negócios fechando portas. Abrir um negócio, próprio ou franquia é algo que exige tempo e dinheiro, análise de mercado e dedicação do empresário para acompanhar o negócio de perto. Em franquias o risco será sempre menor pois as franqueadoras assumem  o compromisso de acompanhar o franqueado e sua operação além de dedicar todo o seu tempo à melhorias no serviço, produto e operacionalização do negócio.

 

 

Paste your AdWords Remarketing code here